domingo, 1 de junho de 2008

Os robôs vão ao cinema!

Os robôs fazem parte do imaginário da espécie humana. E, como não poderia deixar de ser, também acabam se transformando em estrelas das telas de cinema, desde os primeiros anos da história cinematográfica.

Nos cinemas, além de autônomos, normalmente os robôs também são seres capazes de pensar por si mesmos, como um cenário de uma realidade futura que não esteja tão distante. E a visão sobre esses seres varia: em um momento estão do lado do bem e em outros momentos são os terríveis inimigos que devem ser impedidos e destruídos. Mas, afinal, quem somos nós para julgar quem representa o bem?

Com vocês, os robôs mais famosos do cinema (clique no nome do filme para ver trechos no Youtube):

Metropolis (1926, Alemanha) - Em 2026, os poderosos vivem em um jardim de sonhos, enquanto operários trabalham nos subterrâneos. Uma jovem de nome Maria se destaca entre os operários, como sacerdotisa, incentivando-os a lutarem por seus direitos. Os poderosos armam um plano para evitar a revolução: Maria é presa e substituída por um robô com suas características. O robô incentiva a discórdia e a desunião entre os operários. Ao perceberem de quem é a culpa dos últimos incidentes desastrosos, os operários queimam o robô numa fogueira, onde assume sua forma original. A partir daí, é construída uma nova conciliação entre operários e patrões. O filme registra a primeira aparição de robôs no cinema.


O dia em que a Terra parou (1951, Estados Unidos) - o filme foi baseado em um conto do escritor Harry Bates, denominado "Adeus ao mestre" (vale muito a pena ler o conto, que tem um final surpreendente). O alienígena Klaatu e o robô Gort pousam com sua espaçonave em Washington, para tentar convencer os líderes humanos a parar com os confrontos bélicos, que poderiam sair dos limites terrestres. Klaatu é mal interpretado e acaba se disfarçando para entender melhor os terráqueos. Ele prepara uma demonstração: num dia, todos os aparelhos elétricos param de funcionar. Klaatu é ferido e morre. Ao receber as palavras enviadas por Klaatu antes de sua morte (Klaatu barada nikto), Gort o ressuscita (ainda que só funcione por um tempo determinado). No final do filme, Klaatu e Gort partem em sua nave, deixando para os humanos a escolha entre a paz e a guerra.


Perdidos no espaço (1965-1968, Estados Unidos) - "Perigo, perigo, perigo" é a frase que conferiu fama ao Robô B-9, personagem desta série. O tema é uma família de 1997, escolhida para ser a pioneira no espaço. Posteriormente, devido ao sucesso da trama, a série foi transformada em um filme.


Star Wars (1977, 1980, 1983, 1999, 2002, 2005, Estados Unidos) - provavelmente a série de maior sucesso entre os amantes da ficção científica. Star Wars apresenta os dois robôs mais famosos do cinema: C-3PO e RD-D2, que foram interpretados, em todos os filmes, pelos atores Anthony Daniels e Kenny Baker, respectivamente. "Há muito tempo, em uma galáxia muito, muito distante..." a eterna batalha entre o Bem e o Mal, representados pelos dois lados da Força, é travada nos confins do espaço.


Blade Runner (1982, Estados Unidos) - baseado em um livro escrito por Philip K. Dick e intitulado "Andróides sonham com ovelhas elétricas?", o filme apresenta uma caça aos replicantes, andróides semelhantes a humanos. Destaca-se o replicante Roy Batty, que tem medo da morte. Ainda há esperanças? Filme clássico para quem curte obras de ficção.


O exterminador do futuro (1984, 2001, 2003, Estados Unidos) - No futuro, será travada uma guerra entre homens e máquinas pelo domínio do planeta. No primeiro filme, um andróide do futuro (interpretado por Arnold Schwarzenegger) é enviado para matar Sarah Connor, mãe de John Connor, que será o maior líder guerrilheiro dos homens contra as máquinas. Ao mesmo tempo, os humanos enviam um defensor que se tornará (sem saber) o pai de John. Nos filmes seguintes, novos andróides assassinos e novos defensores chegam do futuro para cumprir seus objetivos.


Robocop (1987, Estados Unidos) - para combater a violência generalizada que toma conta da cidade, uma empresa de segurança projeta um robô. Quando o policial Murphy é morto em ação, é transformando em um cyborg, metade máquina, metade homem.


O homem bicentenário (1999, Estados Unidos) - o robô Andrew, construído para serviços domésticos, desenvolve habilidades inerentes a seres humanos. Com o passar dos anos, Andrew adquire meios e vai se tornando cada vez mais próximo de seu desejo: virar humano. E, para isso, ele deverá abrir mão de algo muito importante: sua imortalidade. O filme é baseado em um conto homônimo do escritor Isaac Asimov, um dos maiores gênios da ficção científica.


Matrix (2001, 2003, Estados Unidos) - Neo descobre que vive em um mundo de ilusões criadas por máquinas que dominam a Terra. Mais uma vez, homens e máquinas se enfrentam pelo domínio do planeta.


Inteligência artificial (2001, Estados Unidos) - filme dirigido por Steven Spielberg a partir de um projeto de Stanley Kubrick. O enredo foi inspirado em "Superbrinquedos duram o verão inteiro", escrito por Brian Aldiss. David é um robô com aparência de menino, adotado por uma família. O pequeno robô é abandonado à própria sorte pelos pais, quando seu filho biológico consegue se curar. A partir de então, David tenta encontrar a Fada Azul, para se tornar um menino de verdade.


Eu, robô (2004, Estados Unidos) - filme inspirado no sucesso do livro homônimo escrito por Isaac Asimov (o criador das três leis da robótica). O robô Sonny é suspeito de matar um cientista com o qual trabalhava. O detetive Del Spooner, que odeia robôs, é encarregado do caso e fará de tudo para esclarecê-lo.


Robôs (2005, Estados Unidos) - Rodney Lataria sai de sua cidade com o sonho de trabalhar com o Grande Soldador, na cidade de Robotrópolis. Quando existe um projeto para substituir robôs fora de linha por outros modernizados, a aventura começa.


Transformers (2007, Estados Unidos) - Após se envolverem em uma guerra na qual destruíram seu planeta, Autobots e Decepticons vêm à Terra lutar pelo AllSpark, um objeto que dá vida a seres inanimados e é capaz de construir mundos.


Desafio: quais as diferenças entre as definições de robôs, andróides e cyborgs?

3 comentários:

Guilherme disse...

Cyborgs são humanos com "peças" (na maioria das vezes metalicas) em seu corpo
Ja os androides são robôs feitos para imitar e parecer humanos.

Guilherme -6ªBª

Lucas~ disse...

exatamente oq guilherme falou, que Cyborgs são humanos modificado por maqinas e peças de robos. E Androides são os puros robos que são fetios para imitar um robo.

Lucas~ 7ª"A"

Etipul disse...

Cyborgs são pessoas com pessas mecânicas em seu corpo, à exemplo do filme "RoboCop"

Androides são robôs parecidos com seres humanos, à exemplo Andrew em "O homem bi-centenário".